Novidade Blog Crianca Celiaca

sexta-feira, 7 de março de 2014

E se eu comer Glúten?

Existe celíaco que tem uma hipersensibilidade ao glúten, como é o caso da minha filha. Se consome algum produto com glúten ou contaminado por ele, a barriga dói e ela tem crises de sinusite.
Já outros portadores da doença celíaca até podem não sentir nada, mas isto não significa que está tudo bem. As micropartículas do glúten vão para a mucosa intestinal e a inflama.

Com a mucosa inflamada os estágios são os seguintes:

1) Devido a inflamação da mucosa, esta se torna incapaz de absorver nutrientes e vitaminas. O celíaco fica com a imunidade baixa podendo contrair várias doenças, além da anemia. Ela pode comer espinafre, tomar
ferro, consumir as melhores fontes de vitamina, mas de nada adianta porque com a mucosa inflamada não há absorção destes nutrientes.

2) Por ser uma doença autoimune, ao ingerir glúten, assim que o organismo detecta estas partículas de glúten ele fica suscetível e dispara outras doenças autoimunes. Por isto não é raro ver celíacos com problemas de
tireóide, diabetes, osteoporose e até Lúpus. Todas estas doenças autoimunes são disparadas quando há a ingestão de glúten (ainda que seja traços) por uma pessoa celíaca.

3) E quando esta ingestão ainda que acidental ocorre por um longo período de tempo onde a mucosa do intestino fica constantemente inflamada, aí então vem o pior diagnóstico: câncer. A maioria dos celíacos que se descuida em relação a dieta pode ter câncer nos linfomas, gástrico ou no intestino.

Por este motivo, pense antes de consumir glúten.
Ligue para as marcas dos produtos que você consome para ter a absoluta certeza de como é o processo de fabricação, pois os produtos feitos nas mesmas máquinas onde são produzidos outros alimentos, deixa traços de glúten.

Se você comeu e não passou mal, isto não significa que é seguro, pois muitos celíacos são assintomáticos.
Entenda que é muito importante saber se a mucosa do seu intestino não está sendo agredida por você consumir, ainda que sem saber, mínimos traços de glúten.

Exemplo: comprei a Polentina da marca Quaker onde na embalagem está escrito "não contém glúten".
Fiz a polenta e a minha filha comeu. No mesmo dia teve dor de barriga.
Suspeitei deste produto e enviei e-mail para a empresa: sacquaker@pepsico.com
Após três dias eles me ligaram explicando o processo de fabricação. Este alimento é feito na mesma máquina onde são feitos outros produtos que contém glúten. A atendente disse que contém traços de glúten e por isso não é indicado o consumo por pessoas celíacas ou alérgicas ao glúten.

Autora: Erivane de Alencar Moreno